logo-academia-site
logo-academia02
  • Slide 03
  • Slide 02
  • Slide 01
  • Slide 04

man

Augusto Cavalcanti de Melo

Nasceu em Passo de Camaraxibe-AL, no dia 15 de julho de 1864, descendendo de Manuel Cavalcanti de Melo e Maria Pastora Cavalcanti de Melo, proprietários rurais.

Bacharelou-se pela Faculdade de Direito de Recife, uma das mais antigas do Brasil.

De sua carreira jurídica, foi Desembargador do Tribunal da Relação de Mato Grosso.

No campo da literatura, utilizando o pseudônimo de d’Arcangelus, podem ser destacadas as seguintes produções no campo do teatro:

  • Cupanema (1922);
  • O leão cativo (1922);
  • A morte da águia (1924);
  • Elogio a Veiga Cabral (1926);
  • Xaraés (1927);
  • Drama floral (1927);
  • A visão de Caim (1927);
  • Da imitação de Cristo (1928);
  • O assalto do castelo e o barão normando (1928);
  • A morte de Gilliatt (1930);
  • O impostor (1930);
  • 22 de julho de 89 (1934);
  • Da leitura da escritura santa (1935) e
  • A beleza da mulher (1951).

 

Últimas Fotos

Show de Samba na Varanda da AML
A Academia Mato-grossense de Letras recebeu mais de 300 convidados para o show de música popular brasileira.

 

Novos Acadêmicos
Jantar em comemoração a eleição dos quatro novos acadêmicos que assumirão as cadeiras vagas da AML.

titulo historia em imagens

jose-de-mesquita

José de Mesquita

Esse é José de Mesquita, fundador da Academia Mato-Grossenses de Letras. Mesquita era filho do jurista, abolicionista de mesmo nome. Foi desembargador e dirigiu o Tribunal de Mato Grosso por 10 anos, assim como a própria AML por 40 anos. Com uma produção surpreendente, correspondeu-se com outras instituições culturais e academias de letras pelo Brasil.

blog-pedro-juca