logo-academia-site
logo-academia02
  • Slide 03
  • Slide 02
  • Slide 01
  • Slide 04

franklin-cassiano-da-silva

Franklin Cassiano da Silva

Nasceu em Corumbá-MT (hoje MS), em 1º de maio de 1891, tendo por pais Luís Cassiano da Silva e Ana Luíza Bastos da Silva.

Tendo ficado órfão, ele e dois irmãos foram morar com o tio, Major André Avelino de Oliveira Bastos, que os criou.

Mais tarde, Franklin veio de Corumbá para Cuiabá, a convite de Luís Pereira Cuiabano, que o acolheu como filho. Estudou no Liceu Cuiabano.

Formou-se em Direito, mas seu pendor literário se expressou na juventude, através de líricas poesias. Foi autor de diversas peças teatrais, tendo sido a primeira delas escrita em parceria com Philogonio de Paula Corrêa, intitulada Progresso na zona, em 1918, seguida de Cá entre nós; Quero ir lá pro mato; Maneco Cuiabano; Nhô Chico; Cuiabá por dentro; Baile na Goiabeira.

Além da poética e do teatro, dedicou-se ao jornalismo, tendo colaborado nos periódicos A Imprensa, O Mato Grosso, A Violeta, O Revérbero, O Jornal, O Correio do Estado e O Democrata.

Em diversas produções, utilizou o pseudônimo Herodes de Souza.

No magistério, iniciou como professor primário, adjunto na Escola Modelo Barão de Melgaço. Pelos seus méritos, foi elevado a auxiliar da Diretoria do mesmo estabelecimento de ensino.

Dirigiu o Grupo Escolar “Senador Azeredo”, tendo lecionado também Pedagogia e Psicologia, na Escola Normal Pedro Celestino, e Psicologia e Lógica, no Curso Complementar, anexo ao Liceu Cuiabano.

Segundo informações de Valdon Varjão (RAML, 1996), Franklin Cassiano da Silva deixou inédita a obra Subsídio para o estudo de dialectologia em Mato Grosso, inserida no campo da Filologia.

Faleceu em Cuiabá, no dia 9 de junho de 1940.

 

Últimas Fotos

Show de Samba na Varanda da AML
A Academia Mato-grossense de Letras recebeu mais de 300 convidados para o show de música popular brasileira.

 

Novos Acadêmicos
Jantar em comemoração a eleição dos quatro novos acadêmicos que assumirão as cadeiras vagas da AML.

titulo historia em imagens

jose-de-mesquita

José de Mesquita

Esse é José de Mesquita, fundador da Academia Mato-Grossenses de Letras. Mesquita era filho do jurista, abolicionista de mesmo nome. Foi desembargador e dirigiu o Tribunal de Mato Grosso por 10 anos, assim como a própria AML por 40 anos. Com uma produção surpreendente, correspondeu-se com outras instituições culturais e academias de letras pelo Brasil.

blog-pedro-juca