logo-academia-site
logo-academia02
  • Slide 03
  • Slide 02
  • Slide 01
  • Slide 04

luiz-orione-neto

Luiz Orione Neto

Biografia

Mestre em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo – PUC-SP.

Doutorando em Direito pela PUC-SP.

Profissionalmente é Advogado militante em Cuiabá.

Na área Docente, professor concursado na Fundação Universidade Federal do Mato Grosso – UFMT; Docente das Faculdades Integradas Cândido Rondon – Unirondon; da Escola Superior de Direito do Estado de Mato Grosso; da Escola Superior da Magistratura do Estado de Mato Grosso e da Fundação Escola Superior do Ministério Público.

Em Salvador, ministrou aulas no Curso de Pós-Graduação em Processo Civil (1ª Turma) do curso JusPODIVM, em convênio com as Faculdades Jorge Amado.

Foi Diretor e Professor da Escola Superior de Direito do Estado de Mato Grosso – ESUD-MT.

Foi o primeiro acadêmico de Direito, no país, a publicar trabalho em revista especializada (RePro 31/287);

Venceu o Concurso de Melhor Comentário de Jurisprudência, na Faculdade de Direito da PUC/SP.

Bibliografia

Publicou em diversos periódicos nacionais, e em livro:

  • Tratado das medidas cautelares
  • Recursos Cíveis;
  • Processo Cautelar
  • Liminares no Processo Civil e Legislação Processual Civil Extravagante
  • Tratado das Liminares, v. I e II.
  • Posse e Usucapião, A nova reforma processual, escrita em co-autoria com Daniel Amorim Assumpção Neves, Sérgio Shimura e Alberto Camiña Moreira, primeira edição.

 

Últimas Fotos

Show de Samba na Varanda da AML
A Academia Mato-grossense de Letras recebeu mais de 300 convidados para o show de música popular brasileira.

 

Novos Acadêmicos
Jantar em comemoração a eleição dos quatro novos acadêmicos que assumirão as cadeiras vagas da AML.

titulo historia em imagens

jose-de-mesquita

José de Mesquita

Esse é José de Mesquita, fundador da Academia Mato-Grossenses de Letras. Mesquita era filho do jurista, abolicionista de mesmo nome. Foi desembargador e dirigiu o Tribunal de Mato Grosso por 10 anos, assim como a própria AML por 40 anos. Com uma produção surpreendente, correspondeu-se com outras instituições culturais e academias de letras pelo Brasil.

blog-pedro-juca