logo-academia-site
logo-academia02
  • Slide 03
  • Slide 02
  • Slide 01
  • Slide 04

joao-carlos-vicente-ferreira

João Carlos Vicente Ferreira

Biografia

Nasceu em Santa Cecília do Pavão-PR, no ano de 1954. Migrou, no ano de 1969, para Mato Grosso, adotando Cuiabá como sua segunda terra natal e onde foi, ao longo dos anos, sendo reconhecido pelas suas produções intelectuais e literária, mas também pelo tino administrativo na área da cultura.

Profissionalmente, atuou:

No Paraná:

- Gerenciou, entre 1984 e 1986, o jornal O Estado do Paraná, periódico curitibano;
- Exerceu a atividade de empresário, de 1986 a 1988;
- Retornou às atividades jornalísticas, quando foi redator-chefe do jornal A Gazeta Regional, de circulação estadual, com sede em Mandaguari-PR, entre 1986 e 1988. Em seguida exerceu a mesma função no Jornal dos Municípios, órgão oficial da Associação dos Municípios do Setentrião Paranaense, com sede em Curitiba-PR, no ano de 1988;
- Idealizador e apresentador do programa de televisão Perfil Paranaense, na TV Maringá - Rede Bandeirantes, na cidade de Maringá-PR, entre 1988 e 1989;
- Na capital paranaense foi articulista e colunista político no jornal Correio de Notícias, com sede em Curitiba-PR, periódico de circulação interestadual, grande tiragem e periodicidade diária, entre os anos de 1989 e 1990;
- Idealizou, coordenou e realizou o I Festival Nacional do Vídeo Amador - I FEST VÍDEO, em 1990. Este evento obteve intensa repercussão na mídia nacional, com participação de 17 Estados da Federação e 146 vídeos inscritos, recebendo elogios da crítica especializada;
- Dirigiu a Editora Memória do Brasil, com sede na cidade de Bandeirantes-PR, em 1996.

Em Mato Grosso exerceu diversas atividades:

- Dirigiu o tradicional O Estado de Mato Grosso, entre os anos de 1996-1997;
- Diretor Cultural da Fundação Júlio Campos, entidade civil sem fins lucrativos, com sede em Várzea Grande-MT (período 1991-1993);
- Editor da Editora Buriti, em Cuiabá-MT, de 1999;
- Idealizou e instituiu o Projeto Memória Viva, que objetiva a recuperação, registro e divulgação da memória histórica dos Municípios de Mato Grosso. Os veículos utilizados para a divulgação deste projeto foram vídeos documentários, fascículos ilustrados e o programa de TV: Você Sabia?, que foi ao ar na TV Brasil Oeste, de 1991 até 2004;
- Foi Conselheiro eleito do Conselho de Cultura do Estado de Mato Grosso, exercendo a função de 2000 a 2004;
- Foi Presidente eleito da Sociedade Amigos da Biblioteca Pública Estadual de MT - SABEMT-, em Cuiabá, no período de 2001 a 2002;
- Presidiu por 7 anos a mais antiga instituição cultural viva de Mato Grosso, o Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso, entre 2004 e 2010;
- Foi convidado em 2004 para ocupar o honroso cargo de Secretário de Estado da Cultura de Mato Grosso, exercendo a função até o ano de 1998. Dentre suas múltiplas realizações, ganha destaque a Literamérica (2005), evento que reuniu diversos editores locais, regionais, nacionais e internacionais (América Latina e Europa). Além da exposição de obras, a feira incorporou também oficinas, entrevistas, minicursos, palestras e mesas redondas, abrigando um público de cerca de 200 mil visitantes. Ganhou também destaque em sua gestão à frente da Secretaria de Estado de Cultura, a criação da Orquestra de Câmara do Estado, que integra os instrumentos clássicos de orquestra com os regionais, como a viola de cocho e o ganzá.

- Atualmente, ocupa o cargo de Assessor Especial da Secretaria de Estado de Cultura no desenvolvimento de projetos de grande interesse para a área cultural de Mato Grosso e é o Presidente do Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso.

Vincula-se às seguintes instituições:

- Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso (sócio efetivo)
- Instituto Histórico e Geográfico da Paraíba (sócio correspondente)
- Academia de Letras e Artes de Paranapuã (sócio Amigo da Cultura
- Associação dos Amigos do Livro Mato-grossense - ALIMEMTO (sócio fundador)
- Academia Mato-Grossense de Letras.

Bibliografia

  • Mato Grosso: política contemporânea (1993);
  • Mato Grosso: política contemporânea (1995)
  • Paraná e seus municípios (1996)
  • Mato Grosso e seus municípios (1997)
  • Cidades de Mato Grosso: origem e significado de seus nomes (1998)
  • Pará e seus municípios (2002)
  • Cidades do Pará: origem e significado dos nomes (2002)
  • Enciclopédia de Mato Grosso (2004)
  • Municípios Paranaenses: origens e significados de seus nomes (2006)
  • Coleção Municípios na História (2010)
  • Mato Grosso: etimologia toponímica (2012)
  • História de Campo Verde: do índio ao algodão (2012).

 

Últimas Fotos

Show de Samba na Varanda da AML
A Academia Mato-grossense de Letras recebeu mais de 300 convidados para o show de música popular brasileira.

 

Novos Acadêmicos
Jantar em comemoração a eleição dos quatro novos acadêmicos que assumirão as cadeiras vagas da AML.

titulo historia em imagens

jose-de-mesquita

José de Mesquita

Esse é José de Mesquita, fundador da Academia Mato-Grossenses de Letras. Mesquita era filho do jurista, abolicionista de mesmo nome. Foi desembargador e dirigiu o Tribunal de Mato Grosso por 10 anos, assim como a própria AML por 40 anos. Com uma produção surpreendente, correspondeu-se com outras instituições culturais e academias de letras pelo Brasil.

blog-pedro-juca