logo-academia-site
logo-academia02
  • Slide 03
  • Slide 02
  • Slide 01
  • Slide 04

demosthenes-martins

Demósthenes Martins

Biografia

Nasceu na cidade de Goiana-PE, no dia 26 de outubro e 1894.

Bacharelou-se em Direito, em 1919.

Antes de chegar a Mato Grosso, percorreu o Estado como telegrafista, mas foi em Campo Grande, no ano de 1937, que estabeleceu residência, tendo sido nomeado Secretário da Prefeitura Municipal da mesma cidade.

Homem público, sua carreira teve início como prefeito de Nioaque (1922). Em Bela Vista (1923) foi Vereador e Presidente da Câmara Municipal até 1951 e em Campo Grande (1942-45), quando teve a oportunidade de receber, no ano de 1943, a visita do presidente Getúlio Vargas.

Foi Secretário de Estado de Interior, Justiça e Finanças de Mato Grosso, de 1951 a 1952; Secretário de Agricultura, Viação e Obras Públicas, de 1952 a 1956; Secretário do Interior, Justiça e Finanças, de 1962 a 1966.

Demósthenes foi diretor das Centrais Elétricas de Urubupuná (Celusa), de 19861 a 1965.

Foi um dos fundadores da Academia de Letras e História de Campo Grande. Em 1973 recebeu, da Assembleia Legislativa, o título de Cidadão Mato-Grossense.

Faleceu em Campo Grande-MS, no dia 15 de março de 1995, aos 100 anos. Seis meses depois, em 26 de setembro, o Prefeito Municipal Juvêncio César da Fonseca inaugurou a praça do bairro Villas Boas, nominando-a Praça Demósthenes Martins.

Bibliografia

Deixou publicadas as seguintes obras:

  • Marechal Rondon (1962),
  • Campo Grande: aspectos jurídicos e políticos do município (1972),
  • História de Mato Grosso (1975),
  • Uma Comarca (1978),
  • A poeira da jornada: memórias (1980) e
  • In memoriam: Fernando Corrêa da Costa (1989).

 

Últimas Fotos

Show de Samba na Varanda da AML
A Academia Mato-grossense de Letras recebeu mais de 300 convidados para o show de música popular brasileira.

 

Novos Acadêmicos
Jantar em comemoração a eleição dos quatro novos acadêmicos que assumirão as cadeiras vagas da AML.

titulo historia em imagens

jose-de-mesquita

José de Mesquita

Esse é José de Mesquita, fundador da Academia Mato-Grossenses de Letras. Mesquita era filho do jurista, abolicionista de mesmo nome. Foi desembargador e dirigiu o Tribunal de Mato Grosso por 10 anos, assim como a própria AML por 40 anos. Com uma produção surpreendente, correspondeu-se com outras instituições culturais e academias de letras pelo Brasil.

blog-pedro-juca