logo-academia-site
logo-academia02
  • Slide 03
  • Slide 02
  • Slide 01
  • Slide 04

joao-alberto-novis-gomes-monteiro

João Alberto Novis Gomes Monteiro

Biografia

Filho de Deodato Gomes Monteiro e Aracy Novis Gomes Monteiro, nasceu em Cuiabá-MT, no dia 23 de março 1931.

Cursou o primário na Escola Modelo Barão de Melgaço; o médio no Liceu Cuiabano, tendo concluído esse nível de ensino no Instituto Lafayette e no Colégio Rezende, ambos no Rio de Janeiro.

Formou-se em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas da Universidade do Distrito Federal, atual Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ.

Sua experiência profissional teve início como interno dos Serviços de Cirurgia do IAPI – RJ de 1953/1955; Estagiário da 7ª Enfermaria da Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro – 1954; Estagiário da Maternidade Carmela Dutra, do SESC-RJ de 1954/1955.

Profissionalmente, foi Médico do Instituto Fernandes Figueira – Ministério de Saúde-RJ de 1955/1956; Médico-Assistente da Cadeira de Obstetrícia da Faculdade de Ciências Médicas - RJ de 1955/1956; Médico da Prefeitura Municipal de Corumbá-MT de 1965/1967; Médico do SAMDU, Corumbá-MT de 1960/1963; Médico-Chefe do 8° Distrito Sanitário, Secretaria de Saúde do Estado de Mato Grosso – Corumbá-MT de 1960/1963; Médico-Chefe do IPEMAT – Corumbá-MT de 1963/1968; Coordenador Médico do INPS – Corumbá-MT de 1967/1971; Revisor Técnico das Contas Médicas do INPS – Corumbá-MT de 1974/1976; Membro do Corpo Clínico do Hospital de Caridade da Sociedade Beneficência Corumbaense – Corumbá-MT de 1957/1983; Chefe do Serviço de Ginecologia do Hospital de Caridade – Corumbá-MT de 1975/1983; Supervisor Hospitalar do INPS – Petrópolis-RJ em 1976; Chefe-substituto do Serviço de Assistência Médica do INPS- Petrópolis-RJ em 1977; Médico do Hospital de Oncologia do INPS-RJ em 1977; Representante do INAMPS na Implantação das Ações Integradas de Saúde- Cuiabá-MT em 1984; Chefe da Medicina Social Local do INAMPS – Cuiabá-MT de 1985/ até sua aposentadoria.

Faleceu em Cuiabá-MT, no dia 29 de dezembro de 2006.

Em 2014 a família doou seu acervo para o Arquivo da Casa Barão de Melgaço, incluindo mobiliário de seu escritório, biblioteca, papéis e objetos.

Bibliografia

Publicou diversos artigos em periódicos regionais, deixando em livro:

  • Ouvindo Cachoeiras, O Boateiro e sua janela mágica (1992),
  • Histórias do velho Mato Grosso (1996),
  • Ouvindo cachoeiras: fatos, fantasias e imerecida glória (1991),
  • Vidas roubadas: romance policial de ficção médica-científica,
  • O Gênesis segundo um João: conceitos sobre a origem do homem, face aos conhecimentos científicos atuais e Pequena viagem pela História da Medicina (2001)

 

Últimas Fotos

Show de Samba na Varanda da AML
A Academia Mato-grossense de Letras recebeu mais de 300 convidados para o show de música popular brasileira.

 

Novos Acadêmicos
Jantar em comemoração a eleição dos quatro novos acadêmicos que assumirão as cadeiras vagas da AML.

titulo historia em imagens

jose-de-mesquita

José de Mesquita

Esse é José de Mesquita, fundador da Academia Mato-Grossenses de Letras. Mesquita era filho do jurista, abolicionista de mesmo nome. Foi desembargador e dirigiu o Tribunal de Mato Grosso por 10 anos, assim como a própria AML por 40 anos. Com uma produção surpreendente, correspondeu-se com outras instituições culturais e academias de letras pelo Brasil.

blog-pedro-juca