logo-academia-site
logo-academia02
  • Slide 03
  • Slide 02
  • Slide 01
  • Slide 04

man

Hugo Pereira do Vale

Biografia

Nasceu em Campo Grande-MT (hoje MS), aos 11 de janeiro de 1918. Seus pais foram Saturnino Silvério Pereira e Maria do Vale Pereira.

Os estudos fundamental e médio foram cursados no Colégio Oswaldo Cruz, sendo que o superior junto à Escola de Medicina e Cirurgia do Rio de Janeiro, porém, quando cursava o segundo ano abandonou temporariamente os estudos, engajando-se na Força Expedicionária Brasileira, tendo sido enviado por essa Instituição à Europa durante os conflitos armados da Segunda Guerra Mundial, recebendo a patente de 1º Tenente.

Após o término da guerra, retornou à mesma universidade, formando-se médico no ano de 1951, ocasião em que retornou a Campo Grande, onde não só clinicou como também foi docente da Faculdade de Medicina da UFMT. Mais tarde, visando ampliar e aperfeiçoar os conhecimentos bacharelou-se em Direito pela Faculdade de Direito de Campo Grande, concluindo o curso em 1970.

Sua veia literária o fez igualmente conhecido, tanto no campo do ensaio como na poética, tendo publicado diversos artigos em periódicos mato-grossenses e as obras Areia do Deserto, coletânea de poesias; Atrás das Muralhas da Razão, 1973; A Glória de Cem Anos e Discurso de posse na Academia Mato-Grossense de Letras. Deixou inéditos os seguintes livros: Sapo, lua e serenata; A floresta encantada; O amargor da solidão; Nas terras do longe; O estranho e O homem sem rosto.

Faleceu em Campo Grande-MS, no dia 20 de janeiro de 1982.

Últimas Fotos

Show de Samba na Varanda da AML
A Academia Mato-grossense de Letras recebeu mais de 300 convidados para o show de música popular brasileira.

 

Novos Acadêmicos
Jantar em comemoração a eleição dos quatro novos acadêmicos que assumirão as cadeiras vagas da AML.

titulo historia em imagens

jose-de-mesquita

José de Mesquita

Esse é José de Mesquita, fundador da Academia Mato-Grossenses de Letras. Mesquita era filho do jurista, abolicionista de mesmo nome. Foi desembargador e dirigiu o Tribunal de Mato Grosso por 10 anos, assim como a própria AML por 40 anos. Com uma produção surpreendente, correspondeu-se com outras instituições culturais e academias de letras pelo Brasil.

blog-pedro-juca