logo-academia-site
logo-academia02
  • Slide 03
  • Slide 02
  • Slide 01
  • Slide 04

roberto-de-oliveira-campos

Roberto de Oliveira Campos

Biografia

Nasceu em Cuiabá-MT, aos 17 de abril de 1917.

Formou-se em Economia pela tradicional Universidade de Harvard, Columbia e George Washington University.

Ocupou a cadeira n° 6 da Academia Mato-Grossense de Letras, tomando posse em 15 de setembro de 1995.

Foi teólogo, professor de Latim, Gramática Histórica e Astronomia em Batatais-SP. Aprovado em concurso público para o Itamaraty, decidiu ser diplomata, tendo se tornado mundialmente conhecido e admirado como embaixador do Brasil nos Estados Unidos e na Inglaterra.

Presidiu o BNDE e ocupou o cargo de Ministro do Planejamento (1964/67). Criou o Banco Nacional de Habitação, trabalhou para criação do Banco Central e elaboração do Estatuto da Terra, tendo também dirigido e presidido empresas na área privada.

Considerado um dos principais exponenciais da economia brasileira nos anos 1960/70.

Na política, elegeu-se Senador por Mato Grosso, em 1982, e depois Deputado Federal, pelo Rio de Janeiro.

Faleceu no Rio de Janeiro-RJ, aos 9 de outubro de 2001.

Bibliografia

Sua produção intelectual foi farta e brilhante:

  • Economia, planejamento e nacionalismo (1963);
  • Ensaios de história econômica e sociologia (1964);
  • A moeda, o governo e o tempo (1964);
  • Política econômica e mitos políticos (1965);
  • A técnica e o riso (1967);
  • Reflections on Latin American Development - University of Texas Press (1967);
  • Do outro lado da cerca (1968);
  • Ensaios contra a maré (1969);
  • Temas e sistemas (1970);
  • Função da empresa privada (1971);
  • O mundo que vejo e não desejo (1976);
  • Além do cotidiano (1985);
  • Ensaios Imprudentes (1987);
  • Guia para os perplexos (1988);
  • O século esquisito (1990);
  • Reflexões do crepúsculo (1991);
  • A lanterna na popa (Memórias, 1994);
  • Antologia do bom senso (1996); e
  • Na virada do milênio (Ensaios, 1998).

 

 

Últimas Fotos

Show de Samba na Varanda da AML
A Academia Mato-grossense de Letras recebeu mais de 300 convidados para o show de música popular brasileira.

 

Novos Acadêmicos
Jantar em comemoração a eleição dos quatro novos acadêmicos que assumirão as cadeiras vagas da AML.

titulo historia em imagens

jose-de-mesquita

José de Mesquita

Esse é José de Mesquita, fundador da Academia Mato-Grossenses de Letras. Mesquita era filho do jurista, abolicionista de mesmo nome. Foi desembargador e dirigiu o Tribunal de Mato Grosso por 10 anos, assim como a própria AML por 40 anos. Com uma produção surpreendente, correspondeu-se com outras instituições culturais e academias de letras pelo Brasil.

blog-pedro-juca